Carregando...

ESTÃO MENTINDO PARA NÓS SOBRE A PREVIDÊNCIA


Ter um fundo de emergência é a recomendação de 10 entre 10 consultores financeiros. Todo mês deveríamos tentar separar uma parte do nossa renda para imprevistos. Se algo der errado, o fundo estará lá para nos salvar do endividamento.


Quem faz uma reserva como esta é um “previdente”. Pode checar seu dicionário, essa palavra existe e dela se deriva outra palavra mais conhecida: a “previdência”. Antes de associarmos o termo ao INSS, previdência era sinônimo de guardar dinheiro para poder utilizá-lo no futuro por qualquer motivo que seja, como a chegada da velhice, por exemplo.


No Brasil, apesar de existirem previdências privadas, nós temos uma previdência estatal obrigatória. Não há como fugir. Todos nós somos obrigados a contribuir com ela. E o mais incrível é que não pagar o INSS é crime previsto no Art. 337-A do Código Penal (a chamada “sonegação de contribuição previdenciária”).


Mas você sabia que a previdência estatal brasileira NÃO guarda o seu dinheiro para o futuro? Ela funciona fazendo exatamente o contrário. O dinheiro que você paga é, na verdade, imediatamente gasto com quem já está aposentado hoje. Então, quando você se aposentar e precisar do dinheiro, é melhor torcer para outras pessoas estarem pagando a previdência. Se o dinheiro não for suficiente, se prepare para um calote.


Você sabia, também, que muitos especialistas comparam o nosso sistema com um esquema de pirâmide? Sempre precisamos de novas pessoas entrando no sistema para que ele sobreviva. Sozinho, ele não é sustentável e isso pode ser muito perigoso.


A nossa previdência, sim, corre risco de quebrar. E um sistema previdenciário quebrado atinge pessoas que passaram sua vida inteira trabalhando e sendo obrigadas a contribuir, sem ter outra opção (como simplesmente receber esse dinheiro ao invés de pagar compulsoriamente). Na hora que elas mais precisarem, o dinheiro pode simplesmente acabar.


Nós vimos este fenômeno de perto. Os servidores públicos aposentados do Rio Grande do Sul receberam parceladas suas aposentadorias. No Rio de Janeiro a situação foi ainda pior, vários aposentados passaram meses sem receber! Há dois anos, o governo de extrema-esquerda de Alexis Tsipras na Grécia cortou o valor das aposentadorias para poder manter o sistema vivo.


Debater a previdência é essencial para definirmos os rumos do nosso país. Muitas pessoas acreditam que o nosso atual sistema é perfeito, sem distorções e não estão se preocupando com o que pode ocorrer quando forem se aposentar. Alguns fazem malabarismos para inventar que o sistema não tem déficits, e que não precisa de reformas, e isso pode ser muito perigoso para o nosso futuro.

2 visualizações

Deputado Estadual pelo Partido NOVO Giuseppe Riesgo

Todos os direitos reservados

(055)-99154-4718