Carregando...

  • Giuseppe Riesgo

COMO A FALTA DE BONS VALORES LEVOU O BRASIL PARA O BURACO


Uma mala esquecida num parque público há mais de um dia. Ninguém a pega, toca ou rouba. A administração do parque antes de simplesmente removê-la põe um aviso ao dono do objeto. “Por favor, retire sua mala nas próximas 24 horas, do contrário a recolheremos”. Surreal? Outro universo? Não, o Japão.


Nós sempre ficamos chocados quando saímos do Brasil e enxergamos pequenos atos incomuns no nosso país, mas populares no resto do mundo. Sejam os trens sem catraca na Alemanha, os ônibus sem cobradores ou até mesmo devolver uma roupa na loja sem precisar de nenhum comprovante.


Não, não é a nossa água que faz todas essas coisas impossíveis no nosso país. Nem simplesmente o amor próprio, ambição ou qualquer outro sentimento comum a todo ser humano.


É algo mais simples, mas, ao mesmo tempo, profundamente complexo. Não é fácil lidar com esse fato, mas a verdade é que enfrentamos uma crise de valores. A régua por qual medimos as prioridades das nossas vidas e sua relação com a vida dos outros está quebrada.


Infelizmente, a ideia de impor nossas vontades ao próximo é bem aceita. Muitos não enxergam um indivíduo como um fim em si mesmo, mas um ente a ser explorado em busca de satisfação pessoal. Daí a impossibilidade de uma mala permanecer num parque público sem ninguém tocá-la, no sistema de valores vigente no Brasil, ninguém se preocuparia em saber como o dono daquele objeto estaria se fosse furtado.


E não há lei capaz de resolver este problema. Mil e um códigos, leis e normas são inúteis diante da falta de respeito às regras de convivência mais básicas. Sem valores bem demarcados e intuitivos, a própria legislação pode se tornar um instrumento para a destruição da convivência pacífica e respeitosa.


Do outro lado, uma sociedade que continuamente exerce bons valores acaba vendo a emergência daquilo que Alain Peyrefitte chamou de “sociedade de confiança”. Ou seja, uma sociedade em que colocar obstáculos para um indivíduo pagar por um serviço não é necessário.


Para a nossa infelicidade, este é um problema difícil de ser resolvido. Amaria viver em um país com bons valores, mas não será do dia para a noite que ele será construído. A boa notícia é que podemos começar a fazer um novo Brasil agora.


Isso já foi tentado com sucesso em vários países. Hong Kong, Singapura, inglaterra todos tiveram problemas com os seus valores em algum momento da história, mas se resolveram. Como? Ação individual.


Sim, isso mesmo. Melhorar o nosso país significa nos melhorarmos e desde já praticarmos bons valores. Que tal?!

6 visualizações

Deputado Estadual pelo Partido NOVO Giuseppe Riesgo

Todos os direitos reservados

(055)-99154-4718